30% dos idosos sofrem quedas anualmente

Foto -

 

 

Quase 20 milhões de brasileiros são idosos, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). O número, hoje, representa 11% da população, mas, conforme indicam as projeções de envelhecimento no País, poderá alcançar mais de 34 milhões de pessoas até 2025.

 

Mas, apesar do aumento da população idosa no País representar uma conquista, também é considerado um desafio, já que o envelhecimento traz com que ele uma série de consequências. Entre elas, as quedas, que afetam 30% desta população anualmente.

 

Segundo o médico geriatra Alberto Macedo Soares, predispõem à queda diversos fatores de risco: os intrínsecos (próprios da idade), os extrínsecos (ambientais) e os comportamentais, que, segundo o médico, compreendem hábitos de vida.

 

”Como uso não recomendado de medicamentos ansiolíticos ou sedativos, uso inadequado de calçados, roupas muito longas ou que limitem a mobilidade, o descuido decorrente de quadros depressivos e, por vezes, a própria teimosia ou relutância em se fazer valer de uma simples bengala ou de um andador que lhe proporcione maior segurança”.

 

PARA TER UMA CASA BEM SEGURA, O QUE EU DEVO SABER?

A PROSAÚDE RESPONDE:

 

1. SALA SEGURA:

- Sofás altos e duros para evitar dificuldades ao sentar e levantar

- Deve ter um apoio na escada e se possível, luzes com sensor de movimento

- Caminhos livres sem extensão, brinquedos ou pequenos móveis.

 

2. QUARTO SEGURO:

- Usar camas mais altas e colchões mais duros, para facilitar os atos de levantar e deitar

- Prenda os tapetes no chão

- Prefira poltronas com apoio nas mãos para ajudar a levantar

- Utilize calçados com aderência

 

3. NOS BANHEIROS

- Aumente a altura do vaso sanitário e instale barras ao redor dele

- Utilize tapetes emborrachados e aderentes

- Utilize uma cadeira de apoio

Assine nossa Newsletter e fique
por dentro das novidades